Arquivo do mês: agosto 2010

Offline

Estou de férias.
Prometo vir cheio de idéias novas.
A gente se encontra de novo dia 8/9.
Até já!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Mundo S/A – Educação Financeira

Educação financeira garante o sucesso de corretora de valores brasileira
Canais de comunicação são outra estratégia usada para manter a fidelidade dos clientes.

Deixe um comentário

Arquivado em economia, reportagem

Viciados em MP3

Semana passa assisti a uma palestra de Jonathan Sterne.
Sterne é um dos pesquisadores interancionais mais importantes da área de “Estudos de Som”.
Ele falou sobre MP3.
O formato geralmente desperta dois tipos de discussão: pirataria e qualidade.
Sterne abordou o segundo tema e me deixou preocupado.
O MP3, pra quem não sabe, é um arquivo comprimido de música.
Ele é aproximadamente 10 vezes menor do que um arquivo com qualidade de CD (ainda existe CD?).
Os criadores do MP3 afirmam que as informações suprimidas do arquivo são praticamante imperceptíves aos ouvidos humanos.
O MP3 é medido por quilobits por segundo (kbps) e a taxa mais usada é 128 kbps.
Quando surgiu, o MP3 apresentava uma vantagem enorme. Era possível baixar músicas de forma mais rápida e guardar mais arquivos nos dispositivos móveis.
De lá pra cá a banda larga aumentou muito e os aparelhos de música e HDs ficaram mais espaçosos.
Apesar disso, as pessoas continuam ouvindo MP3 a 128 kbps.
Não só ouvem como ficaram dependentes do formato.
Testes mostram que, colocadas para ouvir vários tipos de formatos, a maioria das pessoas prefere o MP3 a arquivos com qualidade alta.
Ou seja, o MP3 virou um padrão mundial.
Qualquer coisa diferente disso é considerado “estranha”, ruim.
Vivemos um paradoxo: temos tecnologia capaz de gravar e reproduzir música de altíssima qualidade e, ao mesmo tempo, estamos atrofiando a nossa audição.
Cada um tem o direito de ouvir música do jeito que quiser, com pouca ou muita qualidade.
O que precisamos é ficar atentos em relação a padrões auto-realizáveis que acabam limitando os nossos sentidos.
O MP3 deve ser uma escolha e não uma imposição.

Deixe um comentário

Arquivado em tecnologia

O debate presidencial via Twitter

Ontem aconteceu o primeiro debate presidencial brasileiro na
era Twitter.
Tentei acompanhar os comentários feitos na Web, em 4 janelas simultâneas (uma para cada candidato) no TweetDeck.
Além de quase ficar vesgo notei o seguinte:
_
* As pessoas criticaram mais seus próprios candidatos que os adversários.
Na verdade, cobravam mais atitude, respostas melhores.
_
* O índice de piadas foi altíssimo, algumas delas pesadas.
Ver alguém se dar mal às vezes rende mais comentários que uma
idéia bem apresentada.
O comportamento em rede, em certos momentos, é quase sádico.
_
* O Brasil mostrou que tem presença no Twitter.
Em poucos minutos os 4 candidatos estavam entre os 10 mais
no Trend Topics mundial.
_
* O Twitter pode ser uma ferramenta muito eficaz nas mão dos
marqueteiros políticos.
Ontem alguns estavam com notebooks e Ipads nos debates.
Se as mensagens forem bem filtradas, é possível analisar – em tempo real –
o desempenho dos canditados (ainda que parcialmente), e passar
informações valiosas nos intervalos.

Deixe um comentário

Arquivado em tecnologia

Mundo animado

A animação ganha cada vez mais espaço no mercado audiovisual mundial.

As produções independentes são beneficiadas pelas novas técnicas de criação digital que possibilitam formatos variados.

Deixe um comentário

Arquivado em ciência, tecnologia